segunda-feira, 6 de agosto de 2007

Vivências 05...



"Não queria que ele fosse embora... Se for Dra. não sei se aguento!"


O longo periodo em que me olhou nos olhos sem desviar o olhar, não me perturbou, não me ameaçou, nem me deixou cosntrangida... Mas a cada milesimo de segundo sentia que o controlo facial a desvanecer-se, a transpiração das mãos a aumentar e os olhos num crescendo...


Ravel entrou em cena e aquilo que terá começado como uma pequena manifestação de humor liquido peuniforme e repetitiva, teve um crescendo progressivo e creio que, estaria prestes a acabar em mi maior, não fora o ardiloso bocejar e creio que não o conseguiria ter enganado...


"Se ainda agora o encontrei, porque raio é que tem de partir e ir para tão longe..."


O Duarte chorava em larghissimo pranto e as unicas palavras que conseguia-a pronunciar a dada altura eram: "Não quero, quero mesmo!"


E como eu no meio da torrente compreendia aquela mágoa, aquela aflição, aquele imenso pesar...


"Acalme-se - pedi-lhe passado um pouco - não podemos prender as pessoas. Elas são donas de si como nós, somos senhores de nós e do nosso destino. Aliás quanto mais as prendemos, mais a perdemos... Prepare-se para o inevitável, para a dor, para o vazio... Disse-lhe tudo o que sempre quis? Lutou para que ficasse? Então está na altura de relaxar os musculos da mão e largar, deixar livre, enfim, ceder..."


"Você não percebe... não pode compreender, eu gosto tanto dele, estivemos separados tanto tempo e este reencontro agora soube a todos os Invernos, todos os Verões que não passamos juntos, todas as palavras que não partilhamos, todos os beijos e abraços que nunca demos e agora... perde-lo assim desta forma... então porquê este reencontro, para quê?"


Ele não sabia o quanto bem eu o compreendia... nesse dia também não ficou a perceber...


"Tem razão, não sei o que sente... Não sou sou você e não vivi essa relação... Não significa que não tenha razão em tudo o que lhe disse... A cicatriz cicatrizará... e você seguirá em frente."


Menti-lhe obviamente... este é o obvio tipo de cicatriz que não o é! É uma úlcera que sempre teimará em não fechar e que, não impedindo a vida, torna-a mais dificil, menos suportável... mas a palavras ressoam de novo: tem de largar, tem de ser... se voltar, é porque será seu...


A chaga mantem apenas uma coisa viva em nós: a noção de que se sentimos dor, estamos certamente vivos... podemos é não compreender que tipo de vida é essa...


O Duarte tem 33 anos e esteve durante 26 anos separado daquele que é um grande amor seu: o seu pai pelas razões menos obvias, o pai esteve anos a fazer trabalho humanitário no estranjeiro e voltou há coisa de 1 ano... Irá partir hoje para a Mauritânia e o Manuel não pode ir porque não está bem mas, não quer também perder aquele homem de quem durante tanto tempo nunca conheceu sequer cheiro...


É dificil perder cheiros, sobretudo quando estão aliados ao Amor...

É dificil perder...

Mas há que largar, se voltar terá de voltar porque o Duarte é mais importante do que qualquer missão, do que qualquer ponderação interna... de que isto ou aquilo é o mais certo!
Se fores o seu grande Amor, como tu é sentes, então Duarte, nada temas: Voltará! Voltará sim! Anseio é que não seja depois, tarde demais...

9 sakês:

pensamentosametro disse...

Quantas vezes os pais ocupados a "salvar" outros se esquecem dos que precisam de ser "salvos", tão perto de si. "Mea culpa".

Tita

Já disse e repito, gosto mas desta me hate.

Me Hate disse...

Eu também gosto desta Me Hate mas, a verdade é que esta Me Hate, só me tem dado dores de cabeça, de coração e muitas lágrimas... enfim...

Já agora aquilo do convite faz através do mail do sushi...

pensamentosametro disse...

Já mandei.

Tita

Thunderlady disse...

Há que saber partir; há que saber deixar ir.

Saber partir deixa em quem fica um conforto que Francisco não tem. com esta partida torna-se verdade que o pai não ia "ficar para sempre" e que Francisco também nunca o deixou ir.

Precisavam mais tempo para se afastarem na paz e compreensão necessárias...

Me Hate disse...

Exactamente os meus pensamentos... até de alguma forma, tranferidos para a vida pessoal...

Me Hate disse...

Ok Tita já lá vou!

Me Hate disse...

Ainda assim não consigo entrar...

pensamentosametro disse...

Então porquê?

Tita

Me Hate disse...

Não sei... vai através do meu pessoal... pergunta à Thunder!


Blog Design by ThunderDrum. Based on a Blogger Template by Isnaini Dot Com and Gold Mining Companies. Powered by Blogger