terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

Em Fogo 12 - Amarras



Certa vez disse-te que, se um dia, conseguisses cortar as amarras que te escondem da Vida serias bem mais feliz... tu não acreditaste e continuaste a recorrer a diversas formas de mascarar aquilo que dizias ser "a fome de viver".

Quando tinhas problemas de dinheiro recorrias aos teus pais e estes ajudavam sem terem a noção de que incentivavam a tua incapacidade de lutar. Quando te sentias em baixo sentimentalmente, porque te apaixonaste por um "bruto" em vez de um "carinhoso", desabafavas tudo com o teu ex que se sentia impelido a dar-te conselhos, mesmo se para isso se auto-flagelava por ser o tal "carinhoso". Se não podias comprar uma peça de vestuário ou umas botas amuavas e esperavas que o teu "bruto" as comprasse.

Assim qual é o rendimento que se tira da Vida? Viver é sentir, é perder, é amar mesmo que não sejamos correspondidos, é sofrer e com isso crescer, é falhar e levantar uma e outra vez, é cortar as amarras aos poucos e ser independente, é saber o que se quer mesmo que não se saiba o que andamos a fazer, é lutar por um futuro mesmo que os sonhos apareçam ténues, é não ter medo dos sentimentos ou de poder magoar se soubermos que com isso protegemos alguém ou a nós mesmos.

E não será a própria Vida uma amarra? Não estamos sempre a planear o amanhã quando o hoje ainda não passou? Só quando obtemos a noção de que somos um fogo fátuo nesta Vida é que podemos dar valor ao aqui e agora... precisamos da noção de Morte para nos sentirmos vivos.

Ter amarras pode ser, por outro lado, um refugio quando esperamos que o dia acabe para cair nos braços de quem amamos, quando chegamos a casa e temos a nossa familia que nos acolhe sempre de braços abertos, quando estamos a descer fundo e um amigo nos estica o braço para nos puxar de novo à superficie sem que o peçamos, quando sentimos as lagrimas correrem dentro de nós e temos alguem que nos faz rir e esquecer por momentos a lágrima que queria sair.

Como em tudo na Vida, o importante é saber dosear o que precisamos e aquilo que podemos fazer, acreditando sempre em nós... todos temos capacidade para crescer, deixem-se flutuar no espaço da incerteza porque um dia ganham asas e descobrem para onde querem voar.

Carpe Diem.

3 sakês:

pensamentosametro disse...

Como sempre, gostei muito da tua escrita e da tua forma de perspectivares a vida, os sentimentos.

Bjos

Tita

Artemisa disse...

Deslumbrante.

Aisling disse...

"Cada vez melhor" foi a primeira frase que me ocorreu quando acabei de ler.
Absolutamente fantástico.


Blog Design by ThunderDrum. Based on a Blogger Template by Isnaini Dot Com and Gold Mining Companies. Powered by Blogger