terça-feira, 27 de novembro de 2007

Em Fogo 8 - Tempo

Olhei para o relógio e estavas atrasada, senti um aperto no estômago porque não sabia se ias aparecer... espreitava a esquina na esperança de vislumbrar o teu cabelo ao vento, as tuas longas pernas, os teus olhos que apenas sabem responder aos meus.

Mas... tu não vinhas... o tempo, esse maldito, estava a afastar-me de ti porque vivemos escravos das horas, dos minutos, das tarefas que temos de cumprir, dos locais onde temos de ir, das pessoas com quem temos de partilhar 8 horas por dia e que nada nos dizem... eu só queria estar contigo e tu não vens...

Penso na forma como passamos a nossa Vida: acordamos de manhã estremunhados pelo relógio despertador, vamos para um emprego onde passamos horas a fim, saimos do emprego para regressar a casa e onde fica a emoção? Onde fica o prazer da descoberta? Fica para quando tivermos tempo?

Tu não vens e eu desespero... sinto o tempo a fugir-me pelos dedos... os minutos e segundos que podia estar a aproveitar para me perder nos teus olhos estou a olhar no horizonte como um marinheiro em alto mar em busca de terra firme...

Dizem que o tempo cura tudo, só não cura a dor de estar distante de ti... o sentimento de querer estar contigo e não poder... a sensação de desperdicio quando as nossas mãos não se tocam... a dor de não calar constantemente a minha boca com a tua...

Tu disseste uma vez "... o tempo é sempre o melhor conselheiro..." e eu acreditei e por isso esperei... esperei pelo teu olhar como espero o nascer do Sol... esperei pelo toque da tua pele como uma brisa veranil... esperei pela tua boca como se voasse numa nuvem...

O Tempo apenas não me avisou que tudo tem sempre um fim... pode ser bom ou mau mas ele aparece... só não me peças para perder mais Tempo porque ele para mim é precioso.

Tudo se aprende na Vida mas, não há duvida, que o Tempo ensina-nos sempre o melhor caminho a percorrer.

Carpe Diem.

3 sakês:

pensamentosametro disse...

Tens razão, tudo aprendemos ao longo da vida, é tudo uma questão de tempo.

bjos

Tita

Thunderlady disse...

O tempo tem o problema de ser relativo. E nós temos o problema de sermos ansiosos.

A dada altura conseguimos dar tempo ao tempo.

Beijinhos

Me Hate disse...

Há tempos que não se pedem... Dão-se, ou não! Mas nenhum tempo dura eternamente... para quê? Se a infância se perde, se a adolescência passa e aadultez vai correndo... o tempo é,o segundo, ou a vida inteira... mas nunca, nunca deve ser pedido! Sempre dado!


Blog Design by ThunderDrum. Based on a Blogger Template by Isnaini Dot Com and Gold Mining Companies. Powered by Blogger