segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Peixe Cru com um toque a revolta

Mas porque raio de razão é que eu tenho para me preocupar com os sentimentos e as responsabilidades dos outros? Se vives num país onde os próprios dirigentes se desresponsabilizam de tudo o que se passa no país, porque hei-de eu preocupar-me com isso?
Sinto-me revoltado por observar aquilo que os outros esperam de mim. Assumem que tenho de ser a mais correcta pessoa à face da terra. Assumem que eu hei de tapar todas as falhas que os outros deixam abertas. Em todos os aspectos da minha vida.
Por isso decido hoje não me preocupar mais. Precisam de mim? Procurem a melhor forma de me agradar. Existe um problema que só eu posso resolver? Quero uma garantia que algo será feito para meu proveito. Simples.
Durante toda a minha vida adulta vi a minha carreira e a minha profissão a ser pisada por todos. Porque eu os deixava passarem-me à frente, porque eu me baixava para ser usado como degrau. Agora levantei-me a uma altura onde só eu vejo o céu e só eu sei o chão que piso.
Isto tudo para te dizer Vicente, que me estou a cagar para o queres que faça por ti e pela tua organização. Não me vou sacrificar porque vocês precisam. Porque não me pagam o suficiente para eu me estar a moer por te dizer que não.

7 sakês:

Thunderlady disse...

Ás vezes é preciso saber bater a porta e quando bat~e-la.

Há uns anos trabalhei num sítio onde supostamente eu era o "elo mais fraco". "Tens esta responsabilidade", "tens aquela", "tens a outra" e por aí fora.

Ao início eu ainda enfieei uns barretes. A dada altura, quando vinham com a "ameaça" eu só respondia: "o ordenado que eu recebo nem cobre o trabalho que tenho, quanto mais ainda essas preocupações e reponsabilidades. Querem que além de trabalhar me preocupe? Então paguem de acordo com isso. Enquanto me pagarem isto eu só trabalho.".

E pronto. Eu não deixei de fazer as minhas tarefas com o mesmo rigor que tinha antes, simplesmente os outros perceberam que não valia a pena usarem a deixa do "elo mais fraco".

Beijinhos

ThunderDrum disse...

É assim mesmo!!!

Como eu costumo dizer:
"Quanto mais baixas as calcinhas, mais fundo te..."

Eskisito disse...

Thunders:
1.º - Resolvi começar a responder aos comentários aqui no Sushi. Acho que fica bem.
2.º - A última vez que trabalhei para estes palhaços fiquei 3 meses à espera que me pagassem. Acabei por dar comigo aos berros e aos murros na mesa da tesouraria a dizer que não saía dali sem o meu dinheiro. E agora vêm com as falinhas mansas a ver se me trazem de volta?
Beijo e abraço.

elvira carvalho disse...

Ora bem hoje não consegui vir almoçar posso jantar?
Pois eu penso que tem toda a razão. Meu marido tem mt hábito de dizer que gato escaldado de água fria tem medo. Se não lhe pagaram, ou pelo menos não pagaram quando deviam e agora querem batatinhas?Quando você quiser fazer voluntariado faz. Quando quer trabalhar é para ser renumerado.
Um abraço e uma boa semana.

elvira carvalho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
wednesday disse...

Humm, acho que aquilo que descreves se relaciona com o ponto na vida de uma pessoa em que queremos começar a ser mais responsáveis e a crescer na vida. Penso que há pessoas que se submetem sempre aos outros e ficam sempre em segundo plano. Conheço pessoas assim, que já estão no mesmo ramo que eu e que até hoje receberam 0 responsabilidades...

Eskisito disse...

Elvira:
Nem mais. Voluntariado faço quando me apetecer. E ainda por cima, como sou o único aqui que faz isto, parece que sou obrigado a fazê-lo...fora de questão.
Beijos

Wednesday:
Eu tenho mesmo o íman. Tudoo que os outros não querem fazer...para cima das minhas costas...
Eu até não me chateava se tivesse algum género de contrapartidas.
Beijos


Blog Design by ThunderDrum. Based on a Blogger Template by Isnaini Dot Com and Gold Mining Companies. Powered by Blogger