quarta-feira, 4 de março de 2009

Experiência 36


Conversa de fim de tarde dos dois que estavam ao lado da minha mesa e que não me deixaram ler o último livro comprado:

Ele: Oh pá mais uma vez não é que me calha uma gaija que gosta de gaijas????
Ela: Uma? Mas não disseste que era uma equipa inteira de volei?
Ele: Bem, há lá uma que é casada, não pode ser!
Ela: Pois... pois!!!!
Ele - subindo o sobrolho e fingindo que não vê o sorriso dela: E outra que não é porque só a vejo com rapazes mas que quando lhe perguntei se tinha namorado disse que sim!
Ela: Hum... azar, hem? Ou pontaria, não? Ou azar! Bom, talvez seja azar!

Ele coça a cabeça, ela brinca com ele e sorri mais um pouco...

Ele: É estranho pá! Tenho a impressão que cada vez há mais gaijas a gostarem de gaijas!
Ela: E... gaijos a gostarem de gaijos! Se calhar somos espécie em vias de extinção! Quer dizer... talvez tu, mais do que eu...

Ela desata a rir e ele, sorri-lhe em sinal de confirmação!

Ele: Lá estás tu a gozar comigo! Não concordas é?
Ela: Estás a brincar? Claro que não concordo! O que acontece é que antigamente as pessoas tinham medo de "saírem do armário" ou de casa ou sei lá...
Ele: Achas que é só isso????
Ela: Acho!
Ele não está convencido e volta à carga:

- Então porque raio é que tens tantos problemas com aquela tua namorada que anda sempre a voltar para gaijos e só contou aos pais ao fim de não sei quantos anos????

Ela com paciência mas já pronta para mudar de conversa rebate e termina o assunto:

- Porque sempre vai havendo gente que gosta MESMO é de "armários" e mobília, porra!

4 sakês:

Thunderlady disse...

Achas mesmo que a questão é a saída dos armários?


Sim, se pensar um pouco antes os casamentos eram consumados e gerava-se prole e vivia-se uma mentira devido aos costumes e hoje há uma melhor aceitação, talvez por isso dê a parecer que haja mais homossexuais.

Mas quem é que quer viver no armário? JASUS

pensamentosametro disse...

Eu acho mesmo que o problema tem a ver com coragem.

Bjooos


Tita

Luke Skywalker disse...

Thunder, apesar de não ter expressado opinião, acho que, de facto, não tem a ver com sair dos tais "armários" mas sim, com as tristes cabeças de alguns que não têm coluna (a tal vertebral) para assumirem uma consciência que, assumo, por vezes, no país em que vivemos, é difícil.

Sabemos que o português na sua identidade mais parola, gosta de coisas fáceis... daí a esconderem a sua sexualidade, é um passo.

As pessoas que conheço e se assumiram tiveram um longo, doloroso e complicado caminho. Não é portanto para todos!

Quanto ao antigamente, sim claro! Vivia-se numa mentira mas hoje, infelizmente conheço muita gente que com a nossa idade (idade???) - 30/40 anos ainda preferem viver nas tais mentiras. Continua a ser mais fácil e, lá voltamos nós ao de sempre: o portuga e a parolice de pensamento, etc.

Portanto, resumindo: ainda há muita gente a gostar e muito, de viver num país e numa cabeça, do tamanho de um armário!

Triste! E Ai Jasus mesmo!

Luke Skywalker disse...

Tita, também me crê que infelizmente, tens razão. Mas o que fazer? Eu continuei a ler o livro. Mas cheguei a casa e telefonei a dois amigos meus, uns corajosos nos dois sentidos: porque se assumiram faz tempo e porque aceitaram sair comigo. ;)


Blog Design by ThunderDrum. Based on a Blogger Template by Isnaini Dot Com and Gold Mining Companies. Powered by Blogger