sexta-feira, 26 de outubro de 2007

Está frio...

Porque é que tenho tanto frio?

Procuro um agasalho mas não tenho, procuro um lugar mais quente, mas não o encontro...onde estou?
Como vim aqui parar?
Este lugar escuro, onde não vejo nada além desta névoa densa que quase não me deixa respirar.
Está tanto frio...

-Avô!!! – Ouço lá ao fundo...

Consigo agora distinguir, estou em casa do meu filho, no quarto da Sara, a minha neta de 8 anos...mas não me lembro de como aqui vim parar.

-Olá Sara, estás boa?
-Avô...dá-me um abraço!
-Há quanto tempo estou aqui, Sarita?
-Não sei Avô, para mim estás aqui desde sempre...
-Desde sempre?
-Sim, sempre te vi aqui, no meu quarto, onde passamos as tardes a brincar e a conversar...
-E fazemos sempre isso?
-Sim, e à noite costumas dar-me um beijo e aconchegas-me a roupa, para que não tenha frio...

Está tanto frio...
Olho pela porta do quarto e tento ver o meu filho, a minha nora, mas não vejo nada, está escuro, não vejo um palmo à frente do nariz...decido-me a chamar por ele, talvez ele saiba porque estou aqui. Grito a plenos pulmões mas o som só se ouve na minha cabeça. Para além da porta, só o vazio, o vácuo...o escuro. Está tanto frio...

-Sara, o teu pai, onde está?
-Está na sala a ver televisão...está a dar o jogo de Portugal.
-E ele não me ouve? Tem a televisão muito alta?
-Não Avô, ele nunca põe a televisão alta, porque faz dores de cabeça à mamã...

Porque é que ele não me ouve? Não me lembro de estarmos zangados, ele às vezes fazia isso quando era miúdo, quando se zangava comigo deixava de me falar e de me ouvir...mas ele já não tem idade para fazer essas coisas.

-Avô, ele não te ouve porque tu já não falas com ele...
-Mas ainda agora chamei por ele, eu não estou chateado, só quero falar...
-Sim, eu sei Avô, mas não vale a pena porque ele já não te ouve...mas ele diz que tem saudades tuas...
-Então se tem saudades porque não vem aqui ao quarto para falar comigo?
-Porque cada vez que ele entra no quarto tu desapareces...
-Desapareço???
-Sim, voltas para o escuro...

Está tanto frio aqui...no escuro.

9 sakês:

Thunderlady disse...

Se não for da vida, continuam a se batidas?

Beijo!

ThunderDrum disse...

São sempre batidas...

pensamentosametro disse...

Pois é, uma das muitas devantagens de deixarmos de ser crianças é perdermos a inocência e com ela a possibilidade de ter estes momentos...

Tita


Foi um bocadinho Jennifer Love Hewitt, mas eu gostei, muito, gosto de acreditar que pode ser assim.

Bjos

Tita

ThunderDrum disse...

Pois, só depois de ter escrito é que me apercebi que podia ser associado ao filme "6º Sentido" ou como tu lembraste, a série com a bela JLH...não havia essa intenção, foi coincidência. Ou talvez não, estaria no meu subconsciente?

pensamentosametro disse...

Por mim estás à vontade, a série "em contacto" é uma das minhas preferidas, não descartoa possibilidade de uma outra vida para além desta e gostei do texto, muito1

Bjos

Tita

Carpe Diem disse...

I can see dead people? Olha lá oh Thunder andavas a queixar-te do texto seguinte e afinal saiu uma bela prosa... continua assim, agora n me lembres a JLH pq assim n consigo terminar o comentário :)

Um abraço
Nuno.

ThunderDrum disse...

Não, este até saiu na 2a ou 3a feira...mas o proximo, como será?

Obrigado pelo incentivo

Formiguinha disse...

Muito, muito, muito, muito bonito!!!

Parabéns

ThunderDrum disse...

Obrigado, Formiguinha...


Blog Design by ThunderDrum. Based on a Blogger Template by Isnaini Dot Com and Gold Mining Companies. Powered by Blogger