terça-feira, 11 de dezembro de 2007

Em Fogo 9 - Espirito de Natal

Dei por mim a pensar o que é feito do espirito do Natal e porque será que existe este stress todo em redor da data como se, o facto de não encontrarmos as prendas certas, fosse o fim do Mundo... será que vale a pena perder minutos/horas de Vida em centros comerciais apinhados de gente em "nobre" correria para satisfazer a índole materialista que cada um de nós, em maior ou menor conta, tem?
No que se transformou o Natal? Uma corrida aos presentes sem olhar a meios, uma loucura desenfreada para encontrar o "tal" objecto mesmo que para isso se empurre ou se passe por cima de quem está próximo, as decorações exageradas que tornam uma mera varanda em roda gigante de uma qualquer Feira Popular, os Pais Natais que passam a vida a tentar subir varandas e chaminés por esse País fora mas nunca saem do lugar, os anuncios insistentes a brinquedos que duram semanas até que a criança em causa se canse e passe a outros interesses, ou aquelas pessoas que não nos ligam o ano todo e nesta altura lembram-se de o fazer para nos convidar para jantares de Natal ou enviar uma sms...
Independentemente da orientação religiosa de cada um, ou a falta dela, esta data representa acima de tudo o nascimento de Jesus, isso é o que se deveria celebrar e não a entrega dos presentes dos Reis Magos ou o Pai Natal... não me vejam como fanático religioso, apenas gostaria que esta data regressasse a valores básicos de reunião familiar, carinho, compreensão, união e, acima de tudo, troca de presentes com valor e não "de valor".
Qual o interesse de ser hipócrita nesta data? Ganha-se um lugar no céu ou parece bem seguir o rumo de todos os outros? No que me diz respeito, tenho prendas especiais para pessoas que são igualmente especiais, contudo, não embarco na loucura de comprar prendas 1 mês antes com a justificação de que depois tudo o que é "melhor" se esgota. Prefiro a sinceridade e um pouco do coração como oferta, juntamente com algo que possa, ou diga, algo a alguém e que não fique esquecido em qualquer gaveta ou armário passado dias.
Aproveitar este momento para continuar a ser o que sempre fomos e não para demonstrar algo que nunca quisemos ser... a todos que me lêm quero desejar um Feliz Natal e procurem sempre ser sinceros nos vossos desejos e acções.
Carpe Diem.

5 sakês:

Thunderlady disse...

deço desde já os votos de Feliz Natal e também esta reflexão.

Eu não gosto da época. Vem ao cimo não só a hipocrisia que falas mas outras coisas também.

Mas sim, esta época, infelizmente realça o mais hipócrita e o mais consumista que há em "nós" .

Pessoalmente tenho uma alternativa ao consumismo, a "postar" mais tarde no meu blogue :)

Em relação à época de reflexão e reunião familiar... para isos é necessário que haja família, e essa... bem... estaria a entrar por campos que não quero entrar :)

Feliz Natal a todos!

elvira carvalho disse...

Eskisito, venho ao almoço com dois dias de atraso. A verdade é que só entro no pc a correr e não consigo visitar os amigos.
Então o que eu penso é o seguinte. Não é o Natal quew é uma época de hipocrisia. Os hipócritas que nós somos manifestam-se noutras épocas. Já reparou quando se baptiza uma criança? Começa-se por escolher os padrinhos, não entre as pessoas que mais amam a criança, mas entre as que tem mais prestigio. E o baptizado não pode ser nun dia qualquer porque tem que se olhar à festa, aos convidados se podem ou não estar e a toda uma parafernália que não tem nada a ver com o sentimento cristão que nos leva a pedir o sacramento para a criança.
O casamento pela igreja, não se faz pelo sacramento, nem pelo sentimento cristão, mas igualmente porque é chique, porque é bem...
E quando uma pessoa morre, chama-se o padre, porque é da praxe, porque os vizinhos iam reparar, se nºão fosse o padre, e mesmo que o morto fosse ateu e nunca tivesse posto os pés numa igreja, lá vai o padre a acompanhá-lo.
Como vê a hipocrisia não é apanágio do Natal.
Um abraço

Mim disse...

Elvira, obrigada por vir aqui ao blog e comentar!

Vejo-me no entanto na obrigação de fazer uma correcção ao seu comentário: esta entrada foi escrita pelo Carpe Diem, não pelo Eskisito.

Um abraço e esperamos que continue a vir cá provar os "sushis" e até, quam sabe fazer um "prato" um domingo destes.

:)

Mim disse...

É verdade.. mudei de alcunha. Agora sou "Mim".

pensamentosametro disse...

Um Santo e Feliz Natal para ti também.

Beijos

Tita


Blog Design by ThunderDrum. Based on a Blogger Template by Isnaini Dot Com and Gold Mining Companies. Powered by Blogger