segunda-feira, 3 de março de 2008

Peixe cru com entrada de poesia

Se de palavras simples
vivesse o mundo
que me rodeia, me envolve,
obrigado seria fácil de ouvir.
Amor, saudade,
partir sempre com chegar
fugir sempre com sorrir.
Faz-me falta ouvir
escutar agora
palavras que de tão simples
me fazem acordar e viver.
Amar, sorrir, brincar,
viver, sonhar, sentir,
libertar o que em mim me prende.
Quero hoje dizer obrigado,
palavra simples que,
por incrível que pareça,
não digo quando devo
e menos quando sinto.

3 sakês:

Mim disse...

O mundo que te rodeia vice de palavras simples, tu, peo contrário, pareces cada vez mais preso numa teia de complicações das quais não te consegues desenvencilhar.

A solução está em ti. Não tenhas medo e aventura-te naquilo que és :)

Beijinho

elvira carvalho disse...

E hoje temos poeta. E que poeta.
Gostei.
Um abraço

Lisa's mau feitio disse...

É verdade...

Eu que sou de dar palavras... Eu que sou de as exteriorizar... Ando falha de emoções porque as mesmas a mim são parcas em chegar.
E deixo-me abater pela falta delas. Vindas de quem quer que seja.

Obrigada te deixo eu aqui. Por este poema.

Lisa


Blog Design by ThunderDrum. Based on a Blogger Template by Isnaini Dot Com and Gold Mining Companies. Powered by Blogger